29 Mar 2009

Nada está perdido ganho


Este homem tem que se ir embora rapidamente, já.

O motivo não tem nada a ver com o termos empatado com a Suécia ontem.
Afinal já fazemos o mesmo há dezenas de anos, nem sequer tem a ver com ter mandado Maniche para a bancada, onde é claro que o mesmo não podia dar uma boa sarrafada num daqueles calmeirões.

Muito menos tem a ver com o conseguir que o fabuloso, o CR7 sei lá porquê não tenha feito pevide em todo o jogo.
O ter apostado num Danny que praticamente entrou ainda congelado do frio Russo e não conseguiu sentir as pernas quando tinha um golo entre os olhos, são coisas que acontecem e fez bem em mandar entrar o calmeirão Hugo quando os fulanos de amarelo já estavam cansados.
Não deu mas podia ter dado.

Que o jogador mais tatuado do planeta se tenha convencido porque marcou um golo há doze anos que pode atirar para as proximidades da baliza sempre que lhe der na real gana, ó crentes, o que se há-de fazer.

Pelo menos a defesa era de betão, quatro centrais e Eduardo tipo-Ricardo.
Nani, Moutinho, a nova vaga não entraram, pois fica para a próxima (com outro espera-se).
E porquê com outro?
Fácil.

Este homem está sempre com uma cara triste, parece que vai começar a chorar a qualquer momento, tem uma “karma” ainda pior que o penteado do Veloso (a propósito porque é que este não joga, pelo menos distraia).

Não é ser supersticioso, mas assim não vamos lá.

2 comments:

Anonymous said...

Volta Scolari, estás perdoado.Despeçam o Rui Santos (amigo do Queirós).Levem-no para o Bloco de Esquerda.

Fado Alexandrino said...

Olhe eu também não gosto nada do Bloco de Esquerda, mas não é preciso exagerar, coitados.