8 Aug 2009

Raul Solnado


Partiu,
Ri-me muitas vezes com as suas actuações.
Não precisa de elogios.
Portugal fica muito mais pobre.

4 comments:

dalloway said...

Fotografia bonita esta!

Fiquei curiosa com o programa Zip Zip. Será possivel encontrar em DVD?!

Fado Alexandrino said...

Tanto quanto sei, não.
Isso é muito natural pois os portugueses adoram não guardar aquilo que é bom.
Naquela altura estava em Moçambique e por isso nunca o vi, agora o que vi e que nunca mais conseguiram repetir, preferindo concursos imbecis, foi A Visita da Cornélia.
Segue-se a descrição:
O concurso de televisão "A Visita da Cornélia" foi transmitido pela primeira vez em 1977 com a apresentação de Raul Solnado e esteve no ar na Radiotelevisão Portuguesa durante vários anos, sempre com boas audiências. O programa era gravado num teatro perante a presença de público.
Os concorrentes para participar no concurso tinham de o fazer em equipa e em grande parte das vezes eram famílias inteiras que apareciam. Depois tentavam superar uma série de provas apresentadas pelo actor cómico Raul Solnado. As provas eram constituídas por tarefas como, por exemplo, fazer uma representação teatral ou declamar poesia. Na prova de teatro era dado um texto às equipas concorrentes e depois cada uma delas representava essa pequena peça da maneira que entendesse. O trabalho da equipa era então avaliado por um júri formado por cinco pessoas, tido como muito rigoroso na apreciação das qualidades dos concorrentes. Vencia a equipa que somasse mais pontos no conjunto de todas as provas do programa.
Alguns dos elementos do júri já eram figuras conhecidas do grande público, como Paulo Renato, Luís de Sttau Monteiro e Maria Leonor, mas outros ficaram famosos graças ao programa. Tal sucedeu com Maria João Seixas e Jorge Calado.
Mas, assim como os elementos do júri, também alguns dos participantes ganharam fama a nível nacional. Um dos casos mais conhecidos foi o da família Pitum, que apareceu várias vezes no concurso para somar pontos e vencer, destacando-se, entre eles, o pai, graças ao seu humor imaginativo. Outros concorrentes que se tornaram famosos foram o jornalista e escritor Fernando Assis Pacheco e José Fanha. Este último transformou-se em argumentista de séries cómicas de televisão depois de se ter destacado em "A Visita da Cornélia" como poeta e recitador.
Para além das provas e tarefas a desempenhar pelos participantes, o programa tinha também momentos de humor, onde Raul Solnado contracenava com a boneca da Vaca Cornélia.
Já nos anos 90, a RTP tentou recriar o espírito do concurso apresentando "A Filha da Cornélia", mas não obteve sucesso.

dalloway said...

Deve ter sido interessante o programa e imagino que ser gaga e juri não deve ter sido nada fácil para Maria João Seixas.

O último programa que segui de Maria João Seixas (não sei se há muitos mais) foi aquele com as deliciosas conversas entre ela e Agustina Bessa Luis. Por vários motivos não consegui ver todos os programas mas fiquei encantada em encontrar em DVD. Comprei o mês passado.

Obrigada pela informação Fado.

cdf said...

Ambos os programas forama marcantes. O "zip-zip" em 1969, em plena primavera marcelista e em 1977 o "A Visita da Cornélia". São programas distintos! Um programa mais recente e que sei que o Raul Solnado gostou muito foi o "Faz de Conta" onde tinha de contracenar com os concorrentes. è pena que a RTP não tenha perservado, para o futuro, o "tesouro" que tinha em mãos.