16 Aug 2009

Primeira ( de muitas ) análise


Terminou a primeira jornada do campeonato de pontapé na bola e nos adversários.

No resumo vê-se que, sete equipas não marcaram golo nenhum, outras seis marcaram um golo cada, uma marcou dois golos (*) e Artur Soares Dias marcou um.
Vai ser um campeonato muito estimulante.
Em nota final Carlos Xistra defendeu um golo mesmo sobre a linha fatal.
Já tenho uma ideia para o nome do campeão.

(*) Neste caso o jogador distraiu-se, não reparou que tinham mudado de campo ao intervalo e marcou pela equipa adversária que há dois jogos lhe é oferecida a mesma bênção dos Céus.

Adenda:
No jogo Naval - Olhanense estiveram 1807 espectadores. É assim que se promove o futebol, podem tratar-se todos por "tu".

Editado com a jornada completa.

3 comments:

Miguel said...

Esqueceste mencionar o 1º penalti inventado a favor do Benfica. Mas deixa estar, eu faço essa contabilidade e tu fazes o resto, ok?
;)

Fado Alexandrino said...

Inventado? Ó meu senhor o que eu me ri.
É verdade que o papagaio da RTP disse que o jogador do Marítimo tinha sido descuidado e que o nosso jogador ao sentir o contacto (como é que não havia de sentir com a patada que levou) se atirou para o chão.
Ora Newton (esse sim um grande inventor) explica muito bem como é que os corpos caem e por isso seria milagre ele ficar em pé, penso eu de que.

Miguel said...

Ó Fado,
Ou nunca jogaste à bola ou não viste bem o lance.
Antes de haver contacto, que houve, já o gajo vai "em queda" de bracinhos no ar...
Não é penalti, claramente, como se vê com olhos de ver na TV mas admito que no campo, e para o arbitro, seja penalti.
Não é escandaloso.

Se quiseres falar sobre o que os comentadores falam, deixo-te só esta: pelo ordenado deles eu ia lá fazer o comentário e quando dissesse metade das asneira que dizem era despedido com justa causa.
Chega-te?

Vai lá ver as imagens e depois fala-me do Newton! ok?
;)

Para mim não é penalti, e mainada! Mas, como disse, provavelmente no campo também teria marcado.