25 Aug 2009

Odiar é mais fácil que amar









It's no good fooling about with love, you know. You can't fall into it like a soft job without dirtying up your hands. It takes muscle and guts.
If you can't bear the thought of messing up your nice, tidy soul, you'd better give up the whole idea of life and become a saint, because you'll never make it as a human being.
It's either this world or the next.
(Burton in Look Back in Anger)


A vida de Richard Burton dava um filme que a ser interpretado por ele seria um sucesso estrondoso.
Em vez disso fez muitos dos melhores filmes em cinema e entre eles dois dos meus favoritos, este e este .
Como ponto comum a história de um homem amargurado e dependente da bebida, dois traços muito parecidos com o original.

Volta a fazer um papel semelhante num filme baseado numa peça de John Osborne cuja sinopse pode ser lida aqui .

Outro grande momento de Burton que tão tardiamente descobri.

2 comments:

dalloway said...

Não tenho certeza se vi o filme mas gosto especialmente de "who's afraid of Virginia Woolf". Uma perola.

Fado Alexandrino said...

Excelente escolha, no outro acho que ele muitas vezes deve ter confundido as filmagens com a noite anterior.
Na realidade até eu me embebedava se tivesse que aturar aquela Deborah Kerr.