2 Aug 2009

Branco é ...




O seu perfil é equilibrado, sem grandes espaços, com linhas paralelas e cores brancas. Mas valoriza a luz que penetra no espaço por aberturas. Tratando-se de (...) privilegia a luz artificial controlada por forma a evitar as exposições.

“valoriza a luz que penetra no espaço por aberturas”?
Eu cá só vejo uma seteira que ficava muito bem numa fortaleza.
Não é um hospital, não é uma cadeia.
Adivinhe o que é.

3 comments:

Anonymous said...

É o novo apartamento do Miguel Vale de Almeida?
É a casa de campo do Zé Pinto de Sousa?
É a nova discoteca da Maya?
É o bunker do fado Alexandrino?

Fado Alexandrino said...

Nope.
Está a léguas, se eu lhe dissesse o nome do homem do risco era capaz de chegar lá.
Tem por norma fazer coisas que não servem para aquilo que as faz.
Outra pista, é feito com os nossos dinheiros.

Anonymous said...

Ora bem: não sendo o novo apartamento do Miguel vale de Almeida e sendo feito como os nossos dinheiros, o quec será?
1. O corredor de acesso ao gabinete de Jorge Coelho na Mota Engil (é feito como o nosso dinheiro);
2. As traseiras do WC da mansão de João Rendeiro (é feito como o nosso dinheiro);
3. Os arrumos da casa de férias de Armando Vara (é feito como o nosso dinheiro).
4. O oratório do beato Jardim Gonçalves (é feito como o nosso dinheiro)
5. o cagatório do Alberto João (é feito como o nosso dinheiro)
6. A sala dos diplomas universitários do nosso PM (é feito como o nosso dinheiro)

Enfim, feito como o nosso dinheiro é muita coisa...
Quanto ao homem do risco o "ter por norma fazer coisas que não servem para aquilo que as faz" é comum a toda arapaziada do risco, sobretudo à queles que mais riscam. Mas eu arriscava: Siza?