9 Mar 2012

Roubar está no ADN dos pobrezinhos




A explicação do título é dada por Juvita Adama Conté, que num futuro daqui a cem ou duzentos anos será uma rica e prestigiada Juíza e portanto vamos ouvi-la.
Não temes passar por dificuldades longe do país e dos pais?
Eu tenho medo mas tenho que arriscar. Penso em várias hipóteses, China porque a economia está a subir e EUA. Angola e Guiné porque são países de boa oportunidade para os jovens.

Muitos jovens estão a ficar até depois dos 30 em casa dos pais, será o teu caso?
Logo que consiga um trabalho compro uma casa em nome da minha mãe e vou viver com ela. Quando tiver mais condições compro uma para mim.

Consideras-te mais de esquerda ou direita?
Esquerda. Desde que me dou por gente que me apercebo que os de esquerda protegem mais os negros e as minorias.

Já participaste em alguma manifestação?
Nunca me senti revoltada ao ponto de ter vontade de me manifestar. Acho que não são uma maneira de mudar alguma coisa.

Opinião sobre Passos Coelho?
Nenhuma.

E sobre Cavaco Silva?
Não me interessa. Eu sou de esquerda e ele é de direita.

Pensas casar e ter filhos?
Não penso nisso. Se casar terei um marido que me criará problemas não saberei se ele presta se não presta. Vai-me roubar o que é meu.

Quais são os sonhos e utopias?
Quero ser rica. Quero comprar uma casa no Parque das Nações. Quero ter um Range Rover.

Como defines a tua geração numa palavra?
À rasca. A minha geração está sem dinheiro. E quando alguns sentem falta roubam.

2 comments:

Anonymous said...

Você, ó fado, é um gajo perigoso.

Von

Fado Alexandrino said...

Obrigado por comentar mas com o meu advogado já aqui ao lado digo NÃO.

As entrevistas vêm no expresso e devam ter causado um furor no círculo de amigos e amigas dos seis-jovens-seis.

O que é mais trágico é que eles nem se dão conta das palermices que dizem.

Por caridade cristã é possível que já não esprema as outras quatro.
Tudo isto é muito triste.
É com estes que contamos.