13 Apr 2012

O Especialista em partos



Lisboa é uma (pequena) cidade com um trânsito absolutamente caótico. O estacionamento é mais selvagem do que a vida selvagem nos parques nacionais africanos, aliás em certos sítios como por exemplo no Martim Moniz ou Largo de São Domingos qualquer um se sente magicamente transportado ou para o Mali ou para Bombaim.
Há centenas e centenas de casas abandonadas muitas delas ameaçando ruir em cima do pacato cidadão que passa nos sujos e estragados passeios.
Uma curiosidade o milésimo plano para a Praça de Espanha ainda não viu a luz do dia, ou seja temos aqui um parto muito laborioso.
Entretanto a Câmara Municipal de Lisboa é um maior senhorio da cidade sendo que a maior parte delas está como seria de esperar em estado calamitosos.
Esta Câmara é também uma das maiores empregadoras nacionais com mais de dez mil funcionários que se esforçam calmamente para demorar anos e anos a despachar qualquer projecto de média importância.

Seria de esperar que quem manda nisto estivesse afundado até aos cabelos em papelada para resolver os problemas.
Não deve estar porque arranjou um tempinho para ir visitar a Maternidade Alfredo da Costa (na qual nada manda, felizmente) cujos serviços e equipas o Ministro anunciou que vão passar para outras maternidades de (por favor admirem-se) Lisboa.

Qual é a vantagem para Lisboa da qual o senhor é presidente?
Retirar de uma zona super poluída de trânsito uma quantidade significativa de carros, ambulâncias e pessoas.
Quais as desvantagens para Lisboa?
Nenhumas.
Então o que é que faz mover este profissional da politica?

4 comments:

Anonymous said...

“O ESPECIALISTA EM PARTOS”

SE FOSSE SÓ EM PARTOS … MAS COMO O SILÊNCIO É OURO, FICO SENTADA ESPERANDO, NÃO VÁ CAIR NALGUM BURACO legal E/OU DOS outros, PORQUE ESTA pobre CIDADE QUE SE ESTÁ borrifando PARA QUEM VÊ, IMAGINESSE ENTÃO PARA QUEM É invisual E/OU amblìope.

NÃO HÁ NADA QUE AJUDE E, EU QUE O DIGA MESMO assinalada COM bengala …
REALMENTE HÁ QUEM “pense muito” EM LISBOA, MAS NA PRÁTICA É SÓ UM jogo de damas COM OS neurónios … POIS JÁ NÃO ACREDITO NEM VEREI UMA ”LISBOA” JUSTA, PORQUE LISBOA ACTUALMENTE É COMO FOI DITO NO BLOGUE “pensar lisboa”

“A disparidade arquitectónica que vai substituindo uma traça emblemática por vidro e aço ao quilo, subindo no ar do novo-riquismo. Em Paris, que visito amiúde, a história da cidade continua guardada e intocável na sua arquitectura secular.”

Fado Alexandrino said...

Obrigado, completamente de acordo.
No caso particular das pessoas com problemas físicos é criminoso.
Uma familiar minha está paraplégica.
Felizmente para ela e família vive bem longe e feliz em Espanha.

Anonymous said...

AGRADEÇO A GENTILEZA DE RESPONDER, AO COMENTÁRIO

POREM, AINDA ME QUESTIONO

- SOU PORTUGUESA, VIVO EM PORTUGAL, NÃO TENHO FAMÍLIA E, AO FIM DE UMA VIDA DE TRABALHO ACONTECE UM ACIDENTE DE PERCURSO, PARA O QUAL A SOCIEDADE, O PAÍS E AS PESSOAS NÃO ESTÃO PREPARADAS, PARA AJUDAR. AS PESSOAS NÃO SE APERCEBEM QUE SÃO VISUO-DEPENDENTES …
- ONDE SÓ RESTAM AS INSTITUIÇÕES DE SOLIDARIEDADE …
- OS “DITOS AMIGOS” TEEM MAIS QUE FAZER … ETC.
- SE ASSIM É COMO PRESIDENTE DA CML, ONDE OS PROCESSOS DESAPARECEM, POR UNS TEMPOS E VOLTAM QUANDO JÁ PASSOU O TEMPO CERTO PARA RESOLVER O problema MESMO COM advogado privado, COMO SERÁ E/OU SERÍA COMO PRESIDENTE DE TODOS OS PORTUGUESES?

- REALMENTE NASCI E MORREREI “provavelmente”NUM portugal dos pequeninos … ONDE SE VAI MORRENDO A crédito …

Fado Alexandrino said...

Lastimo imensa que a sorte da vida não a tenha acompanhado.
Não está no meu género dar falsas esperanças, espero que um dia algo melhore.