29 Apr 2012

Do COGESICEES


Ontem em conversa com um amigo ele lamentava-se de em Fevereiro haver muito frio e por isso o carnaval Tuga não ter o esplendor de outros carnavais onde o calor faz suar os corpos das garotas bem despidas.


E como é um homem muito despachado adiantou logo que a Tugulândia devia mudar o feriado de Carnaval para Julho ou Agosto.

Desiludiu-o e disse-lhe que a ideia era boa mas não era necessária.

Na Tugulândia é carnaval (quase) todos os dias.



Puxei do Expresso e mostrei-lhe que uma simples adenda ao cartão do cidadão ainda em estudo merece uma página completa com declarações avulsas pró e contra e o melhor de tudo foi quando lhe apontei que há uma coisinha chamada, tome fôlego, Conselho Gestor do Sistema de Certificação Electrónica do Estado e que não dá sinais de vida desde 2009.



Fui ver como o outro quando a neve lhe batia de mansinho à porta.

A coisa é composta por um elemento das seguintes entidades:



Agência para a Sociedade do Conhecimento

Centro de Gestão da Rede Informática do Governo

Fundação para a Computação e Cálculo Científico Nacional

Gabinete Nacional de Segurança

Instituto das Comunicações de Portugal

Instituto da Informática no Ministério das Finanças

Instituto das Telecomunicações

Instituto das Tecnologias de Informação na Justiça

Rede Nacional de Segurança no MAI

Unidade Coordenadora para a Modernização Administrativa



Vocês estão a ver a trabalheira das desgraçadas secretárias para conseguirem unir as preenchidas agendas destas importantes personagens para arranjarem umas duas horinhas comuns para a reunião com intervalo para o café?



Pois é e ainda bem porque tudo o que reúne gasta assim sempre se poupam uns trocos.

Vem tudo estupendamente bem explicado no Decreto-Lei 116A de 2006 que mereceu a superior assinatura de José Sócrates Carvalho Pinto de Sousa e mais uns avulsos.

3 comments:

Karocha said...

AHAHAHAHAHAH!!!

Fado, também tenho alguns amigos na blogosfera que gostam muito do Natal, eu já lhes disse que o Carnaval começou no ano passado e ainda não acabou, mas como sou loira...

Fado Alexandrino said...

Obrigado.
Ainda não acabou e nunca vai acabar, quanto a loiras ler a entrevista de Maria Filomena Mónica que João Gonçalves disponibiliza no blog.

Karocha said...

Ainda não li Fado!
O Marcelo foi corrido da TVI, havia de ver as trombas dele e do Júlio Magalhães :-)))))