3 May 2009

Não é só no futebol que são bons


Um filme de época.
Romance inglês, sobre ingleses, com ingleses e em Inglaterra.
São imbatíveis.

É a história de quatro homens, três da alta burguesia e um campónio que em comum têm o serem homossexuais num tempo (estamos em 1913) em que não era considerado um feitio mas sim um defeito.
Um deles é mesmo apanhado in flagrante delicto, preso, julgado, condenado e despojado de todos os seus cargos políticos.
Por aqui se vê as diferenças para os dias de hoje.

Hoje até há políticos que ganham esses mesmos cargos exactamente por se afirmarem homossexuais e arrebanharem os votos de muitos que jogam no mesmo clube, claro que isto é lá fora que por cá ainda não se vislumbra nenhum político que o seja.

Voltando ao filme, Hugh Grant como sempre irrepreensível no desenho da personagem e de tal maneira se lhe ia colando esta imagem e a de menino muito bonzinho que teve que fazer aquela rábula de se deixar apanhar com a menina Divine Brown que por sua vez ganhou o estrelato.

Este truque repete-se em muitas ocasiões.
Ring a bell?

2 comments:

lenor said...

O truque é pela força das circunstâncias, para agradar ao grego e aos troianos. Achas que ouvi o sino?

Fado Alexandrino said...

Loud and clear ou como dizem os policias americanos 10-4.

Espero é que breve ele os ouça, mas a tocarem a rebate.