13 Apr 2010

Era a K

Saiu um livrinho (em 2006) mas só agora tive conhecimento que condensa os melhores textos da extinta revista K feito por um dos colaboradores da mesma.
Como tenho aqui vários números incluindo os primeiros vou tentar fazer um scanner e dar as melhores pérolas.
Foi há vinte anos, o primeiro número é de Outubro de 1990.
Sabem que foi o primeiro entrevistado, um jovem que então despontava e que foi perguntado por outra jovem graciosa?

Pois nem mais, Santana Lopes por Graça Lobo.
E o restaurante da moda? Pois, queridos, o Pap'Açorda.
E o fólio de fotos a preto e branco? Adivinharam, era sobre a Casa do Gaiato.

No segundo número a reportagem choque era o "Dossier Gay".
Se isto correr bem, vão-se fartar de rir.

5 comments:

Anonymous said...

kero que remova isso pois eu so o último da esq quando ainda n tinha sido papado pelos clientes famosos da casa pia. depois deixei de conseguir correr...

dalloway said...

Contrariamente ao Fado eu não li a revista mas ouvi falar dela e quando o livro saiu pedi nesse ano ao Pai Natal e ele atendeu ao meu pedido.

Fado Alexandrino said...

Seu maroto.
Agora com mais vinte aninhos se soube usar-se já não precisa de correr e está num belo lugar no Governo.
Parabéns.

Fado Alexandrino said...

dalloway said...

Bem escolhido e aposto que a si deve ser difícil recusar um pedido pois deve usar a técnica do Don Corleone.
No entanto o livro deve reflectir as escolhas pessoais do Quevedo e provavelmente a maioria das suas crónicas.
Vamos ver se os scanners se conseguem ir fazendo, não são fáceis.

dalloway said...

ahahahahahaha....

Não tenho presente se o Quevedo puxou a brasa à sua sardinha mas conto com os seus scanners apesar da dificuldade. Saber esperar é uma das minhas virtudes ou...defeitos :)