27 Sep 2013

Não anda nem desanda


Jorge Barreto Xavier, concedeu uma entrevista de duas páginas ao Expresso.
O futuro Museu dos Coches mereceu chamada à parte.
Ficámos a saber o seguinte:

Em 2006 as contrapartidas entregues pelo Casino de Lisboa serviriam para construção de um novo Museu dos Coches, recuperação do Pavilhão Carlos Lopes e revitalização do Parque Mayer.
Em 2013 nenhuma destas obras está concluída sendo que duas mal começaram ou não começaram de todo.
Mas o futuro Museu está praticamente concluído.
Mas não vai abrir porque:

O montante para a manutenção e exploração é de 3,5 milhões de euros por ano e segundo JBX o actual museu não gera um terço daquilo.
Mas alguém sabe qual será o aumento de visitantes quando as exíguas instalações foram abandonadas?
E alguém imagina quanto é que as vendas (praticamente inexistentes no actual) podem aumentar com instalações condignas?
E as lojas de apoio, cafeteria e outras que teriam que ser instalados, iriam ficar de borla?
Entregam assuntos de importância mundial (é um dos maiores Museus do género) e nacional (é o Museu mais visitados) a quem conduz política de merceeiro e depois dá nisto.

Está ali em Belém, para nada a não ser estragar-se dia a dia.

No comments: