27 Sep 2013

CNE

A CNE nunca dorme.
E desta vez arranjou maneira de as queridas televisões não fazerem aquelas cenas estupendas de lavagem de roupa suja em directo entre os vários concorrentes a lugares de poleiro.
Graças a ela, um silêncio muito agradável rodeou esta campanha excepto nas grandes cidades onde houve “arruadas”.
Por aqui, na vilória houve mais barrulho com os golos do Benfica do que com as “caravanas”.
Ficámos pois reduzidos aos papelinhos na caixa do correio e aos cartazes plantados onde as certezas sobre o que irão fazer são mais que muitas.
A conclusão óbvia é que se metade das promessas fossem cumpridas, Portugal dentro de seis meses era um dos melhores países do Mundo.
Só aqui é só um promete logo um aeroporto low-cost e Feira Popular.
Vai um tirinho ò freguês?
Não, não é nesse, é naquele boneco.
 
Disclaimer.
Este post não faz apelo ao voto em nenhum candidato e desejava que todos ganhassem porque era muito bonito não haver nem vencidos nem vencedores.
Assim como assim, no domigo todos vão dizer que ganharam.

No comments: