31 Jan 2010

Que pena as mulheres lindas, partirem






O tempo é um inimigo poderoso.

Este concerto tem trinta anos e podia ter passado para as brumas da memória, mas felizmente resiste e as músicas que aqui foram tocadas, continuarão a ser tocadas e admiradas durante os próximos trinta e mais trinta e outros tantos trinta anos.
Por uma casualidade a mais que famosa Mrs. Robinson voltou a ser chamada à ribalta.
Outra moderna Mrs. Robinson apaixonou-se, por um homem, pelo filho desse homem e por um colega de partido, até ver.
Até a mais que saudosa
Anne Bancroft ficaria admirada.

Ler aqui sobre o concerto
Aqui sobre Mrs. Robinson
Aqui sobre The Sound of Silence

Download

30 Jan 2010

Jornada XVII



Nada a dizer, foi igual às outras, o Benfica e o Braga ganharam, o FCP foi favorecido, o Sporting perdeu.
Amanhã continua com o campeonato dos pequeninos.


Como sabem as pessoas que me são próximas, para mim o futebol deve ser encarado com absoluta isenção e de uma maneira científica e pedagógica.
Perder ou ganhar e mesmo empatar são momentos ocasionais e não se deve dar uma importância maior como se algo de transcendente estivesse em causa.


Claro que se num jogo uma das equipas faz um penalty aos oito minutos e o senhor árbitro não vê (há aqui uma discussão interessante a ter que é, porque é que há tanto árbitro invisual)mas como íamos dizendo não vê e depois vê outro igual a favorecer a outra equipa e ainda expulsa um pode perguntar-se, este senhor têm qualificações para ser um FDP?
Adiante, não é esse o motivo deste post que vai abordar a parte técnica do futebol.
Vejamos:


O Braga recebeu o Benfica, assistência 24181 80% do estádio, recebeu o FCP com 17215 que dá 57% e agora recebeu o Sporting com 14761 e 49% do estádio.
Não admira que os clubes suspirem pelo dia em que haverá um Benfica-B e tenham dois jogos contra o que num blog de estimação foi chamado " O Manto Sagrado".

We speak americano


Se tiver a sorte de a princesa que habita aqui ser a guia para o acompanhar neste circuito recomendado pelo Expresso, vem de lá a dizer que viu o Paraíso, com Eva incluído.

Mapa da ilha

28 Jan 2010

A sorte protege quem a procura



"Out of the night that covers me,"
"Black as the pit from pole to pole,"
"I thank whatever gods may be"
" For my unconquerable soul."
"In the fell clutch of circumstance"
"I have not winced nor cried aloud."
"Under the bludgeoning of chance"
"My head is bloody, but unbow'd."
"Beyond this place of wrath and tears"
"Looms but the Horror of the shade,"
"And yet the menace of the years"
"Finds and shall find me unafraid."
"It matters not how strait the gate,"
"How charged with punishment the scroll,"
"I am the master of my fate:"
"I am the captain of my soul."

(poema de William Ernest Henley recitado por Mandela em Robben Island)


Clint Eastwood volta a assinar uma obra a todos os títulos muito interessante.

Nelson Mandela necessitando de unir uma nação dilacerada pela política do
apartheid descobre que uma das poucas coisas que esbate as tensões raciais ou sociais é a equipa nacional do país, seja em que desporto for, impor-se ganhar e criar nas pessoas a ilusão de que elas também ganharam ao verem os ídolos ganharem e que a Nação passa a ser repeitada.

Aqui foi no rugby, Scolari num registo mais modesto foi no futebol.
A diferença entre ambos é que um tinha por detrás um homem como Mandela e um povo que unido vibrava mesmo com a selecção o outro era um estrangeiro num país praticamente partido ao meio nesse apoio e por detrás no lugar do estadista havia apenas pequenos figurantes.

É curioso que durante o filme a totalidade da acção é dada aos jogadores e a aparição de dirigentes é praticamente nula . Diferenças.

No filme de uma maneira talvez um pouco romântica os ódios entre brancos e negros vai-se esbatendo à medida em que os resultados vão aparecendo e francamente há uma ou duas cenas que roçam o conto de fadas.
Morgan Freeman cria uma personagem que torna difícil dizer onde acaba o actor e começa Mandela, parecem uma e a mesma pessoa.
Duas horas e picos, trepidantes que se vêm com muito agrado.

Tem no entanto uma nota desagradável como diz o IMDB "Nelson Mandela's PA, Zelda La Grange, is cast as a black woman, when in fact she is white ".
Uma liberdade desnecessária.

1975 em Colónia - Alemanha


Um momento mágico.
Já vendeu mais de quatro milhões de cópias tornando-se no disco de jazz mais vendido e num recorde difícil de igualar.
Keith Jarrett depois deste infeliz incidente no Coliseu já voltou a Portugal para um concerto que deu no CCB perante um público que até tinha medo de mexer a cabeça.
Génios.

Pode ler aqui mais informação.
E
aqui apreciar o concerto.

27 Jan 2010

Mais um que foi tocado pelo Dedo



Este rapaz pode vir a tornar-se num Santo equivalente a Santo Osório.
Segundo as suas próprias palavras
Jesus pôs-me dois dedos na cara .

Claro que para efeitos de beatificação tinha sido melhor que fosse na cabeça, mas até Jesus deve ter tido dificuldade em encontrar essa parte da anatomia do rapaz.


Porque é que ele só agora se lembrou de contar o milagre?
Porque veio viver para o Continente e logo para o Porto.
Há ares que dão a volta à cabeça.

Sempre igual





Depois, porque a História nunca para, perderam Cabul.
E depois do depois estão quase a conquistá-la de novo.


E nunca vai parar porque como se diz aqui
O Afeganistão foi invadido diversas vezes ao longo de sua história, e suas fronteiras e governo têm sido constantemente alvo de disputas.

Mais um para ajudar no RSI




Uma senhora tem seis filhos de três pais diferentes.
Agora são sete porque o último nasceu há poucos dias e prevê-se que o próximo apareça dentro de um ano, ano e meio.
Isto porque a senhora tem um novo companheiro que embora aceitando o bebé como sendo dele também "quer molhar a sopa".


E se não for este há-de ser outro qualquer porque a Segurança Social que lhe tirou os filhos sabe que "é vista "frequentemente a sair de casa e a entrar em viaturas sempre acompanhada por diferentes elementos do sexo masculino" e que se encontra "exposta publicamente em vídeo de telemóvel no qual adopta comportamentos sexuais inadequados".


Um pormenor curioso deste folhetim que pode ler aqui é que um dos tribunais tirou-lhe os filhos, outro deu-lhes e finalmente um terceiro voltou a tirar-lhos.
Chama-se a isto o Totoloto Judicial.

26 Jan 2010

25 Jan 2010

Olá Senhor Engenheiro


A pensioner has failed his high school exams for the 38th consecutive time - but vowed to continue taking the tests until he dies.

Por favor haja uma alma caridosa que lhe diga que em Portugal graças às Novas Oportunidades e ao facto de ao domingo também se passarem diplomas pode e deve pedir asilo diplomático, aprender a dizer "Bom dia" e já está com o diplomazinho na mão.

Depois já tem condições para pedir o RSI e com um bocadinho de sorte ainda vai aos casamentos do Santo António.

Hare Krishna, buddy!

SNAFU

Se houver uma grande catástrofe em Portugal, terramoto, inundações, neve no IP4, incêndios no Verão, podemos estar absolutamente descansados.
Está tudo previsto, tudo a postos e todos sabem o que devem fazer.

O Ministro vai logo para o Posto de Comando e dará entrevistas á RTP.
Fátima Campos Ferreira fará um especial Prós e Contras se possível nos estúdios, se tal não for possível na residência oficial do senhor primeiro-ministro que como de costume analisará o "script" com imenso cuidado.
Só há uma coisa que pode empancar todo este esquema muito bem montado e testado.

É haver
um deslizamento de terras na CREL cuja resolução deve ocorrer dentro de três, quatro, n semanas.
Note-se que a Câmara da Amadora já tinha tentado resolver o problema através de uns papelinhos.


Adenda

Leia aqui como é que desde 2004, a Brisa, a Câmara da Amadora, o Ministério do Ambiente, as Estradas de Portugal e o Instituto de Infra-estruturas Rodoviárias, trocavam papelinhos sobre este assunto.

Sim, verdadeiramente precioso






Harlem.

A miséria humana no seu maior esplendor.
A mãe vive da assistência social finge que procura emprego e quando a assistente social a visita coloca uma peruca para dar um ar de trabalhadora.
O marido uma besta quadrada, só se entrevê numa cena em que está a ter relações sexuais com a filha.
E esta acaba por ter uma filha e um filho do pai sendo que a miúda é mongolóide.
E tem dezasseis anos, 120 quilos de peso e baixa o que a torna num hipopótamo desajeitado.
É praticamente analfabeta e em casa vive-se aquilo que se espera deste ambiente, uma luta sem quartel todos os dias entre todos.


Mas na América as coisas funcionam de outra maneira e é praticamente intimada a juntar-se a um método EACH ONE TEACH ONE em que uma professora especializada toma conta de um pequeno grupo de oito ou dez garotas de bairros problemáticos e batalha com elas até conseguir que alguns bons hábitos se enraízem.
O resto vá ver que dá o seu tempo por muito bem empregue.


O filme termina com essa canção de
Patti LaBelle que diz tudo.

Ganhou um Globo de Ouro, podia ganhar mais se não fosse o Avatar e a necessidade de dar um prémio à personagem real que Sandra Bullock interpreta.


Está aqui

Poeiras



A recente tragédia no Haiti, trouxe de volta tudo o que de espalhafatoso se faz nestas alturas virado para o mediatismo, para o efémero e que deixa as consciências sossegadas enquanto se janta.
Foi há vinte e cinco anos, um quarto de século, as imagens correram mundo, foi um sucesso extraordinário, as televisões deram directos sobre directos, belíssimos discursos, óptimas músicas e músicos de topo.

Devem ter angariado uns milhões, não sei quantos chegaram transformados em comida à boca daqueles que morriam de fome.
O que sei é que uma noite estava num dancing e comentei para a pessoa que me acompanhava que o entusiasmo com que dançavam um dos "hits" deste concerto era provavelmente igual ao desconhecimento que tinham onde era a Etiópia.
Hoje, ali e ao lado, morrem novamente como moscas.


Pode também ler aqui
Concerto aqui

24 Jan 2010

Uma esperança


As próximas eleições presidenciais podem ser decisivas para o futuro de Portugal.
Não que tenha qualquer interesse a candidatura do fulano-poeta-político profissional apoiado pelo Bloco de Esquerda e que é melhor a caçar perdizes ou a pescar robalos do que a fazer algo de significativo.
O que interessa nelas, é Cavaco declarar que não deseja concorrer porque pretende voltar á política activa, desinteressar-se de ser um Rei sem reino, e concorrer a liderar o PSD e por arrastão a ser primeiro-ministro.
Há alguma dúvida de que se assim se dispuser a vitória no partido e no País é segura?
E vê-se alguém capaz de nos salvar do abismo sem ser ele?
Eu não vejo.

23 Jan 2010

Muitas estradas


Art Pepper foi um saxofonista extraordinário de um lirismo absoluto. É um dos meus favoritos e tem uma discografia impressionante.
Este é um dos seus maiores disco.
Por uma infeliz coincidência ainda hoje estive a falar com um adicto de heroína que está num programa de metadona e que não me pareceu muito seguro.

Download

Um mimo (clique)




A Universidade do Algarve dentro de cem anos vai indicar com exactidão a hora e o local do próximo sismo.

De momento
o estudo é menos ambicioso e limita-se a indicar os mortos (entre 33 e 1007)e mais uns valores avulsos sobre os edifícios que caem, vão cair e que ficam de pé mas tortos.
Estes números têm um valor idêntico aqueles que uma senhora da Direcção Geral de Saúde apontava para vítimas da gripe das aves ou esta mais recente e que oscilavam entre 100 mil e duzentos mil.


Como se lembram houve uma altura em que se considerou que metade dos tugas estariam ou no cemitério, ou no hospital ou em casa a tossirem por todos os lados.
Felizmente Deus não liga aos senhores importantes do Ministério da Saúde.

Agora há uma coisa que eu garanto a cem por cento.
Se houver um terramoto muitas e muitas obras de arte vão ficar destruída para sempre, mas há uma grande excepção no
Mimo - Museu da Imagem e Movimento, localizado junto ao castelo de Leiria nem uma se vai perder.

É assim que se trabalha numa boa autarquia.
Parabéns.

22 Jan 2010

Neste futebol o Bruno Alves brilharia



Uma dama da altíssima sociedade de Memphis que nos tempos vagos, que são praticamente todos, se ocupa da complexa tarefa de decoração enquanto o marido gere a cadeia de restaurantes que possui, num dia de grande chuvada encontra na rua e dá boleia a um gigante de 1,96 e 140 quilos de peso.

Era um negro que tinha um passado recente de violência, droga, crime e lares de acolhimento e que ocasionalmente jogava o chamado futebol americano.
De uma estadia de uma noite, a dama passou a considerá-lo como filho e nunca mais o largou acompanhando-o para todo o lado e intercedendo junto do professores para lhe melhoraram a nota de modo a entrar na universidade.
Como mesmo assim era difícil contratou uma professora para dar assistência permanente em casa.

A possessão que ela exerce sobre o rapaz é doentia e no filme o que mais se admira é a complacência do marido.
Um dos pormenores curioso no filme é além da brutalidade daquele desporto, onde este gigante acabaria naturalmente por brilhar, é a complexidade de entrada nas universidades e de como essa entrada é facilitada, pedida mesmo, quando o requerente é um desportista nato.

Não é de admirar que no fórum do IMDB as posições sejam extremistas.
Sandra Bullock ganhou um Globo de Ouro pela sua interpretação.
Nunca lhe vi uma interpretação superlativa, esta também não o é.

Acontece aos melhores



José Cid vítima de 'carjacking'

O popular cantor levou um susto enorme e ainda andou duas horas a passear em Almada e, isto já sou eu a inventar, na Costa de Caparica.
Não vai apresentar queixa contra o duo e tem razão.
A culpa é dele, ora escute a canção.


Naquele tempo
Tu vinhas de noite à procura de amor
E eu fumando um cigarro
Esperava por ti

Em turismo



Haiti/Sismo: União Europeia estuda com governo do país como voltar a pôr o Estado a funcionar

Excelente notícia,
Logo que consigam pôr aquele desgraçado país a funcionar podem regressar a casa e dar uma ajudinha para fazer o mesmo por nós.
Claro que os haitianos não sabem que os "estudos" feitos por esta gentinha podem demorar anos a passar do papel para a realidade, quando passam.
O que eles queriam de momento era apenas um litro de água.

21 Jan 2010

Tudo bons rapazes



Luis Filipe Vieira perde processo e €1 para António Tavares Teles

Lixo




A tragédia no Haiti está a atingir proporções épicas. Num dos países mais miseráveis do Mundo toda a cadeia de comando e ordem está destruída. É o salve-se quem puder, o vale tudo da selva.
Isto para as televisões é mel.
Sangue, morte, destruição, anarquia é o pântano onde elas se movem com desenvoltura.
Sucedem-se os directos a maior das vezes no conforto do aeroporto relatando as últimas desgraças.


Ontem repescando uma reportagem da CNN (que esses vão mesmo para o campo)mostraram a chegada de um desgraçado a uma hipótese de hospital (note-se que o mundo dito civilizado há uma semana que anda por lá) e o médico lá tratou de explicar porque é que ele ia morrer.
E assim aconteceu perante o olhar guloso da câmara e o desespero (bem filmado) da mãe.
Não têm vergonha nem pudor.

20 Jan 2010

Ontem, como hoje e amanhã





Foi há vinte anos.
Aqui nem as moscas mudaram, como pode ver até lá estão alguns dos nomes que andam por aí de boca em boca.

Más aterragens




Um filme admirável.
Uma história americana.


Um homem executivo de topo tem como missão viajar por todo o país para ter breves entrevistas nas empresas às quais dá consultadoria, com os empregados que vão ser despedidos e aos quais entrega no fim um "package" com indicações para se fazerem à vida.
Há aqui uma nota que se deve fazer sobre estes futuros desempregados, e é esta:


With the exception of the famous actors, every person we see fired in the film is not an actor but a real life recently laid off person. The filmmakers put out ads in St. Louis and Detroit posing as a documentary crew looking to document the effect of the recession. When people showed up, they were instructed to treat the camera like the person who fired them and respond as they did or use the opportunity to say what they wished they had. (IMDB)


Os diálogos e especialmente as reacções que os mesmos têm quando sabem que vão ser despedidos são aterradores.


A vida deste homem é passada em hotéis, aeroportos e aviões e assim vai perdendo cada vez mais o contacto com a vida real. Sem família por perto, solteiro, amargo um dia em conversa ocasional de bar encontra uma mulher ( Vera Farmiga ) belíssima e num papel excepcional que o faz encarar a vida e o amor de maneira diferente.


Ganhou um Globo de Ouro, estava nomeado para mais cinco.
Num ano com "Avatar" não deve ganhar o Oscar, é pena.
O final é muito, muito triste, como aliás todo o filme.
Vá preparado.


Está aqui

19 Jan 2010

Bons ventos


Uma das poucas coisas de que nos podemos orgulhar, e que é um símbolo mundial zarpou hoje para um volta ao Mundo.


Leia aqui um pouco da história deste majestoso navio.

18 Jan 2010

Concorre ao Oscar




Está aí nos cinemas e se pretende ver fique já avisado que são duas horas e meia de filme.

Tendo como pano de fundo uma prisão sem rei nem roque onde tudo é permitido, as celas têm televisão, os reclusos usam os telemóveis com toda a liberdade e até há visitas de prostitutas, isto porque os guardas são praticamente inexistentes em todo o filme e quando aparecem é para serem corrompidos, conta a história de um magrebino que preso por um pequeno delito se vai tornar num criminoso.
A vida na prisão é contada com um detalhe impressionante, os grupos, os assaltos, as violações o pequeno e grande tráfico, quem manda, enfim tudo aquilo que uma prisão não devia autorizar.

O que o torna diferente dos outros filmes sobre prisões é o detalhe que dá à organização racial dentro da prisão.
Com efeito transporta para dentro da mesma aquilo que a França hoje é.
Uma mistura explosiva de magrebinos, negros, corsos e acima de tudo muçulmanos, aliás entre os presos quase que parece que não há nenhum francês e mostra de uma maneira cruel a marcação de territórios e o ódio entre eles.
Não é lá muito politicamente correcto e ao mostrar um suborno praticado numa mesquita arrisca-se e muito.
Os desempenhos são absolutamente sem mácula.

Está
aqui

17 Jan 2010

Jornada XVI


Dasse!


O terramoto que devastou o Haiti criou uma tragédia de proporções inacreditáveis num dos países mais miseráveis de todo o mundo.
Os infelizes que sobreviveram não têm nada, nem tecto nem água nem comida, nem medicamentos, nem esperança, literalmente estão entregues ao destino.


Hoje passando casualmente pela SIC assisto ao diálogo entre a locutora que estava em Lisboa e um papagaio enviado para lá, o senhor Luís Costa Ribas.
E ele explica, tem que ter muito cuidado porque não o podem ver nem a beber nem a comer.
Os mantimentos comprados na vizinha República Dominicana estão escondidos na bagagem do carro, uma vez que, lastima-se ele, não há hotéis.
Á noite vai a correr para o aeroporto onde estão as tropas que protegem estes senhores que fazendo um turismo um pouquinho obsceno incomodam aqueles que esperam a morte.


E eu pergunto, mas para que é que este fulano vai para ali com toda a sua segurança e a certeza de um regresso á civilização, passeando-se por entre a morte e o desespero, comendo e bebendo ás escondidas e olhando a desgraça.
Para ma mostrar?
Não preciso, preciso é que médicos ocupem o lugar onde este está.

Há trinta anos não existia




Há coisas que de tão banais, até julgamos que já existem desde sempre.
Mas não é verdade, tudo deu imenso trabalho e uma boa dose de imaginação para passar a ser usado no mundo real.
Ler aqui e aqui .

Quintessência





Lá, aqui e aqui

16 Jan 2010

Estes chegaram


Mas para que é que nos metemos nestas altas cavalarias a tentar fazer figura de ricos?
Depois dá bronca.
Mais valia ter enviado um fulano a Paris com um envelope com os trocos que se arranjaram por aí nas contas da solidariedade para os franceses levarem. Pelo menos sempre chegava mais a tempo.

Deixem-se estar por aqui sossegadinhos que bem precisamos ou não sabem que as pomposas e espampanantes viaturas do INEM quando chegam para socorrer trazem um motorista e um enfermeiro?
Médico, é já a seguir.

15 Jan 2010

Cheers




Pouco depois de ter integrado a leva de retornados que recorriam ao IARN (obrigado Mário) fiz amizade com uma pessoa que trabalhava numa loja de discos e que me foi abrindo os caminhos das novas e antigas correntes.
E foi assim que logo após me mostrar a espantosa
capa deste LP o comprei de imediato.

Ainda hoje considero uma das capas mais conseguidas em LP's.
Por uma feliz coincidência o contéudo também incluí algumas das perolas deste beberrão.

É para ti, deves ser uma companhia admirável num caveau a beberricar uns pastis e olhando essa boca cheia de promessas.

Download

14 Jan 2010

Tocou com todos


Passeando por uns blogues, havia num uma certa excitação com Freddie Hubbard e tinham muita razão pois é um dos grandes mestres desta música.

Podem apreciar aqui um dos vários discos que tenho deste mestre.

A parolice tuga




O vaidoso do Soares sempre pronto a esbanjar o dinheiro dos outros não podia faltar ao beija-mão real.
Bom proveito.

Duas GMF (*)





Por causa de um poema de António Gedeão fui procurar algo com o nome do mesmo pois achava que podia já ter sido musicado.
Aparentemente não foi e na busca dei com este fantástico conjunto que na década de 60 fez tremer muita cabecinha adolescente e então quando foram em digressão a Lourenço Marques criaram um verdadeiro reboliço havendo notícias de invasão dos quartos em que estavam hospedados por turbas de garotas desesperadas com as hormonas aos saltos.

A mesma Lourenço Marques onde a putativa ex-namorada daquele que se um dia Deus acordar será o ex-primeiro ministro de Portugal via pretos a serem atropelados e mortos por desporto e sem qualquer castigo ou problema.
Porque é que ela acredita nestas patacoadas?

Porque uma menina de 12 anos cujo pai era trolha e batia nos pretos e de caminho na própria porque não sabia “números” resolveu agora que o pai morreu ajustar contas com o mesmo.
E então descobriu maravilhada que com doze florescentes aninhos sabia tudo o que havia a saber sobre os colonos, e melhor ainda sobre os problemas que haviam de surgir por comerem pretos ao pequeno-almoço, e mulatos ao jantar.
Uma vidente que escreveu um livrinho que vai vender como pãezinhos quentes depois do Pitta e da Câncio lhes botarem paletes de elogios em cima.

Leia aqui o delírio em que a Nandinha ficou, e aqui uma saborosa discussão sobre o tema.
O link para o Pitta não faço, quero que ele vá (pense o que quiser que acerta).

(*) Se não sabe o que quer dizer pergunte à Riquita .