12 Sep 2010

Há sete anos

Expresso (11-09-2010)

"Appearances are not held to be a clue to the truth. But we seem to have no other"
Dame Ivy Compton-Burnett in Manservant and Maidservant (1947)

Terminou o primeiro round do processo Carlos Cruz.
Podia chamar-se-lhe Processo Casa Pia mas a verdade é que daqui a dez ou cinquenta anos ninguém se vai lembrar do nome dos outros acusados ou da senhora que foi declarada inocente.
Sobre este último pormenor uma circunstância.
Esta senhora andou sempre de cara bem coberta e até hoje não se lhe conhece um único traço das feições e os culpados andaram este tempo todo de cara sempre bem à vista de todos.
Esquisito não é?

Na sexta feira dia 3 foi então conhecida a sentença e talvez na próxima segunda-feira (dez dias depois) a mesma seja explicada palavra por palavra e devem ser imensas pois consta que têm duas mil páginas.
O que este processo e especialmente tudo o que ocorreu desde o dia 3 até hoje demonstra sem qualquer motivo de dúvida é o completo desprezo que a Justiça corporalizada nos Tribunais e neles nos Juízes demonstra pelas mais elementares regras de disciplina e comprimento de horários e prazos.

Porque é que isto é assim?
Porque os Tribunais e os Juízes estão acima de qualquer poder, são intocáveis.

No comments: