29 May 2012

A arte de mamar



A maioria das pessoas hoje quando estão aborrecidas, alegres ou com outro humor qualquer não conseguem estar sozinhas.
Vão logo a correr para o facebook contar todas a s suas desgraças ou alegrias usando na maior parte das vezes de uma linguagem a roçar o patético, amo-te minha flor, a tua partida foi como um pássaro ao vento etc.
Ora Herman José não é excepção.
Queria alugar uma sala no Teatro Municipal de Faro, não conseguiu e acha que o problema foi não gostarem do seu espetáculo (não se enquadra eufemismo para é uma merda).
Vejam bem que Herman até estava disposto a trabalhar apenas pela receita da sala, onde é que isto já se viu.
Pois onde não se vê é em São Brás de Alportel onde uma Câmara cheia de dinheiro que os munícipes, eu e você lhes dá vai por sua vez dá-lo a Herman para um espectáculo.

A ler  aqui ou claro no facebook do artista.

28 May 2012

Sempre agachados

Devo um grande favor a Madame Lagarde a toda poderosa dona do FMI.

Perguntada se não lhe custava impor ao povo grego, sobretudo aos mais pobres, medidas de austeridade que cortam em serviços fundamentais como a saúde, a assistência social ou o apoio a idosos, a directora-geral não podia ser mais clara (nem mais cínica): "Penso mais nas crianças que andam na escola, numa pequena aldeia do Níger, que apenas têm duas horas de aulas por dia e partilham uma cadeira por três...".
O Poeta Pina no Jornal de Notícias

Ora eu sou exactamente o contrário.
Cada vez que me pedem um tijolo, um euro, uma bandeira ou seja lá o que for para as criancinhas do Níger, de Mozambique ou aqui ao lado dos Azores prefiro pensar que gostava antes de dar isso às criancinhas da Brandoa, do Bairro do Aleixo ou da Cova da Moura.
Mas como estes não me deixam sequer entrar lá acabo por não dar nada a ninguém.
E não fico com problemas de consciência nem de uns nem dos outros.

Lembro-me desde há uns dias para cá das palavras que o novo presidente de Timor disse na cara a Cavaco e que são mais ou menos estas " o português será ensinado como língua estrangeira".
É muito bem feito.
Nunca aprendemos mesmo com belos pontapés no cú.

Quizz


Coisas com que se pode contar durante uma Crise

O departamento de Marketing diz sim.
O departamento financeiro diz não.
O departamento jurídico tem de ver.
O departamento de pessoal está preocupado.
O departamento de planeamento está em polvorosa.
O departamento de engenharia está acima de tudo.
O departamento de produção quer mais espaço na fábrica.
A direcção quer responsabilizar alguém.

Aplica-se a algum caso recente aqui no quintal?
Se sim coloque os nomes em que pensa nos lugares onde pensa.

Sangue Em Barda

As duas queridas televisões privadas na Tugulândia são muito engraçadas.
No programa da manhã é um fartote de risos. caras lindas, boas notícias, música pimba, notícias da sociedade mais elevada com comentários ainda mais elevados, festas e uma ou outra gaja boa.
Mas às 12:45 muda tudo.
É a hora do horror, do crime, da desgraça e competem uma com a outra para ver qual apresenta o caso que mais sangue faça escorrer do pequeno ecrã para dentro das domésticas que passam a ferro ou ultimam o almoço na hora.

Hoje na SIC o dia estava fraco, não havia cadáver fresco.
Vai  daí apresentarem uma reportagem sobre aquele maluquinho de Évora que matou toda a família mais os animais doméstico e que depois foi suicidado na cadeia o que frustrou as queridas televisões que viam ali um maná.
Nada que perturbe um bom repórter. Ninguém quis falar para a câmara e assim apenas tivemos direito a imagens da casa do carro e dos jornais da época.
Não há problema.
No estúdio a Dona Júlia Pinheiro e o especialista em crimes discorreram sobre o assunto.
O especialista tem sensações.
Tem sensação que houve coisas estranhas, tem a sensação de que o médico legista estar doente é estranho tem a sensação de que o móbil do crime foi outro.
Isto é sensacional.
Não perca dá todos os dias.

Lê a sina aos domingos


A Tugulândia tem a bendita sorte de por graça divina lhe ter saído na rifa celestial os Iluminados.
Cuja função claro está é a de iluminar as cabecinhas daqueles que precisam que lhes expliquem as coisas muito bem e devagar.
Exercem numa televisão perto, por vezes demasiado perto, de si.
Dentre eles destaca-se Um.
Não se vai dizer o nome porque na modéstia que o caracteriza ele não iria gostar.
Tem duas profissões muito desgastantes, a principal mostrar capas de livros a segunda dar pareceres.
O que é um parecer.
Um parecer é uma coisinha em forma de opinião, parece-me isto ou parece-me aquilo.
Se for jurídico parece-lhe aquilo que o cliente encomendar e é pago.
Se for político parece-lhe aquilo que melhor se adapte a uma agenda própria e também é pago.
Que seja escutado com a mesma trémula excitação com que se assiste aos sorteio do Euromilhões é espantoso.
Outro espanto é falar tanto de políticos e cargos políticos quem se destacou pela completa nulidade quando exerceu um deles.
Como dizia o outro, quem não sabe fazer ensina.

25 May 2012

Tanta greve já chateia




O Metropolitano de Lisboa fechou o ano de 2011 com um prejuízo de 146,1 milhões de euros, valor que representa uma redução de 1,5% em comparação com o ano anterior, anuncia a empresa.

É preciso acabar com esta bandalheira.
De uma vez para sempre tem que se perceber que os sindicatos não são o Governo de Portugal.
Querem fazer greves, pois nestes casos de interesse nacional levem no pelo com uma requisição civil.
Teimam em fazer greve após greve para defender "direitos adquiridos" que hoje são mais que absurdos e que saem do bolso do contribuinte quer ande quer não ande de Metro?
Pois façam como a Swissair fez, despedimento colectivo e reabertura de uma nova empresa com quem quiser trabalhar.
Foi para acabar com esta sociedade socialista que se votou e se correu com eles do poder.
Então senhores governantes é altura de começar a governar de acordo com as expectativas de quem vos lá colocou.

24 May 2012

Amanhã


Ontem houve bronca na final de basquetebol disputada no Porto e segundo informações de que não posso divulgar a fonte o senhor Pinto da Costa ficou furioso quando soube que o árbitro do encontro não era o Roubário Benquerença.
Ele estava convencido que como as bolas são parecidas podia perfeitamente ter sido escolhido e o próprio Roubário também pensa o mesmo.
Tudo isto são amendoins comparado com a polémica em Espanha.

Em Madrid vão jogar duas equipas das regiões que mais querem ser independentes em Espanha.
Vão representadas pelos seus símbolos máximos o Atlético de Bilbau e o Barcelona.
As ameaças são mais que muitas.
Assobiar o hino espanhol e o Príncipe é quase uma certeza.
O, nesta caso a equivalente do senhor Costa da Câmara depois de umas arriscadas declarações não vai estar presente, o Primeiro Ministro avisadamente também não e o líder da oposição para se sentir seguro idem.
Aqui e aqui

Já agora uma informação, o hino nacional espanhol não tem letra é somente musical e não estando presente o Rei é tocado na versão curta, sensivelmente metade.

Se acerca la hora de la verdad. Barcelona y Athletic quieren conquistar la final de Copa para cerrar la temporada con un broche de oro.
Vote aqui

Jazz Vocal 2


Tenham medo das pessoas à porta dos Tribunais


Foi uma verdadeira canalhice.
A comunicação social encarregou-se de levar ao colo o sargento que teve até a ousadia de se apresentar fardado no julgamento.
Quem estava a ser julgado era um homem não um membro das forças armadas.
Alguém acharia natural um médico apresentar-se de bata um bombeiro fardado ou um artista de circo por exemplo um palhaço apresentar-se como tal?
Claro que na Tugulândia até aquela coisa que dá pelo nome de Castelo Branco conseguiu enxovalhar um Tribunal com a ridícula encenação que lhe deixaram fazer.
Lembram-se da senhora de Mário Soares a ex-artista aos gritinhos juntamente com outras notáveis defendendo o sargento contra o verdadeiro pai.
E o outro que era sempre tratado por pai adoptivo e que usou de todas as artimanhas que a Justiça lhe permitiu?

Pois agora o Estado foi condenado
Como bem pergunta um comentador na notícia, quem é que vai pagar.
Resposta.
Todos nós mas é injusto.

23 May 2012

Lili


Se tenho de sonhar, porque não sonhar os meus próprios sonhos? (*)



A Natureza muito bela e poética pode e por muitas vezes é assustadora.
Um ciclone, um terramoto, uma inundação, uma simples e grande trovoada são momentos que assustam por imprevisíveis, inconstantes e quase sempre por resultados catastróficos.
Quando essas forças avassaladoras explodem não lá fora mas dentro da cabeça de um de nós as consequências são ainda mais dramáticas.
É resumidamente a história deste homem e deste filme.

Casado  com uma mulher que o estima com um emprego absolutamente normal e numa vilória tipicamente americana a única nota menos boa mas aceite é a filha que infelizmente é surda muda.
Emprego, casa, casa emprego com visitas adicionais à igreja e ocasionais ao clube social da terra.
Até que um dia começa a ver a formação de uma tremenda tempestade e a partir daí concentra todas as suas energias em aumentar e fortificar um abrigo que tem no largo quintal da casa.
E de tal maneira se entrega à tarefa que acaba por perder o emprego.
Mas afinal estava tudo na sua cabeça, era esquizofrénico uma herança da Mãe que vive internada num asilo.

É absolutamente assustador acompanharmos a transformação deste homem (quantos existirão passando por nós na rua) destruindo todos os equilíbrios que existem numa família e numa sociedade.
As interpretações do trio central, pai, mãe e filha são irrepreensíveis.
A não perder absolutamente.

Está por aí nos cinemas e   aqui

Nota: O final é de tal maneira ambíguo que suscitou dezenas de comentários no site especializado de cinema (IMDB).

(*) Fernando Pessoa

21 May 2012

Jazz Vocal 1



Iniciamos hoje uma nova secção baseada no estupendo livrinho que a FNAC publicou.
Não será indicado o/a cantor escolhido para dar um bocadinho de mistério e o disco escolhido nunca será o indicado no boneco.
Mediafire

A um passsinho, bem longe.

A Grécia vai a votos no dia não sei quantas de Junho.
E segundo as sondagens o Bloco de Esquerda lá do sítio vai ganhá-las e com o bónus do 50 deputados pode até ter maioria para formar Governo.
E aqui começa um grande problema que eles ainda não sabem porque falam mal o português e o Seminarista Louçã só fala Latim do tempo em que dentro de umas capelas resistia contra o Estado Novo.

Qual é o problema?
Muito simples, estes partidos nascem e medram no confronto no bota abaixo mas nunca esperam nem desejam ser chamados a terem responsabilidades.
São como aqueles garotos que atiram uma pedrada à montra de um fast-food onde antes estiveram a comer e depois fogem.

O que é que defende o Bloco de Esquerda grego?
Uma salada.
Querem orgulhosamente não pagar as dívidas e continuarem a receber o dinheiro que os mesmo lhes emprestariam para eles continuarem a espatifar sem qualquer controlo.
Burros não são, talvez um bocadinho inconscientes.

Ora é uma belíssima altura de os deixarem afundar-se nos seus sonhos homéricos e avisadamente os outros incluindo aqueles que todos os dias dão beijinhos na boca destes maluquinhos verem no presente o futuro.

Consultório Sentimental


Caro Caramelo, perdão Clemente respondo-te hoje e por uma feliz casualidade numa altura em que se discute nos nossos jornais este magno problema, ou seja a "dela" é grande ou não.
Bom, mas isso agora não nos interessa, pessoas muito melhor colocadas (em cima por baixo de trás e de lado) darão a sua opinião.
O que nos interessa é o teu problema.
É grave e tem a ver com tamanho.
O teu.
Ou seja se depois de introduzido não sentires folga nenhuma está tudo nos conformes (o que não é manifestamente o caso), se pelo contrário depois de introduzido ela perguntar se ainda estás na casa de banho aí a coisa está preta.
E sabes porquê?
Porque tarde ou cedo vai aparecer um em que ela vai arregalar os olhos de espanto.
Portanto estás tramado.
Não sei que te dizer, talvez que escrevas para um jornal diário perguntando se há lá alguém que te possa explicar isto com provas práticas.
Boa sorte.
Se der avisa-me que eu também quero.
Afinal mais um menos um ...

Maria José Oliveira Pública

 um burburinho enorme na blogosfera porque parece que o ministro Relvas ameaçou divulgar pormenores da vida sexual de uma jornalista de seu nome Maria José Oliveira.
E digo parece porque ainda não apareceu uma gravação de um telefonema, uma carta, um sms, um bilhetinho a provar aquilo.
Mas que segredo é que Relvas pode ter?

É lésbica?
Para jornalista é um ponto a favor.
Já teve trinta namorados?
Para jornalista é um ponto a favor.
Anda com três ao mesmo tempo e eles sabem/não sabem?
Para jornalista é um ponto a favor.
Está inscrita em segredo num partido de "esquerda"?
Para jornalista é um ponto a favor.
É incrivelmente inteligente?

Ora que raio de segredo o ministro pode ter que a leva a ter arrepios na espinha.
Grande mistério.

Nota:
A foto (infelizmente) não é da dita cuja, mas foi o melhor que se arranjou devido ao aspecto sexual que o assunto tomou.

14 May 2012

Conta Comigo (por algum tempo).


Quatro garotos sabem casualmente onde está um outro garoto que estava desparecido há uns dias e sabem ao mesmo tempo que ele está morto.
E uma ideia brilhante fervilha naquelas cabeças.
Irem lá e apresentarem-se à polícia como os descobridores atingir a fama local e depois logo se verá.
E partem a pé depois de contarem umas patranhas aos pais que na realidade se preocupavam mais com as próprias e tormentadas vidas
Na realidade são todos de famílias como agora se diz, disfuncionais
Há um contra nesta história, é que outro grupo esse já de adolescentes também quer essa glória e contam com um aliado poderoso, o carro que possuem, além de Kiefer Sutherland aqui já a fazer o papel do mauzão.

É um filme absolutamente maravilhoso ao mostrar aquela amizade que só se consegue ter quando ainda somos puros.
Durante aquele peregrinação de dois dias como saindo de um casulo começam a ver-se e a ver o mundo com os olhos do futuro.
Tão diferentes, tão iguais.
Infelizmente na vida real o futuro não foi tão promissor.
Dos quatro, de três não reza a história do cinema e depois de uma actuação a todos os títulos notável neste magnífico filme por aí andam em banais episódios de televisão e coisas menores.
O quarto seguia uma promissora carreira, escolheu matar-se.

O Jornal que (i)nforma


A EasyJet ainda não emitiu o bilhete, está por minutos.
Seja um dos dois mil leitores do i e saiba tudo no momento.

13 May 2012

Estava desempregado ...agora não.

Livros

O povinho português melhor dizendo aquele que consegue ler uns livros é de uma perspicácia extraordinária.
Veja-se a lista dos livros mais vendidos departamento de Não Ficção.

À cabeça a história da Triste Rainha cujo Augusto Esposo foi caçar elefantes a África mas como estes eram muito esquivos pensando melhor atirou à presa que estava ali à mão de semear, uma corça muito apetitosa que devorou depois de alguns jantares.
Porque é que isto aconteceu?

A resposta vêm logo nos dois livros seguintes, pode ser esperta mas não foi inteligente e não conseguiu olhá-lo olhos nos olhos e sim , assim o céu podia mesmo ter existido.
Claro que só Ela não deve saber que o melhor caminho para o coração de um homem passa pelo estomago, se Ela cozinhasse, celebrasse e partilhasse já não precisava de um Atlas para saber onde é que o Augusto vai caçar a próxima pombinha.

Na secção ficção o número um é "A confissão da Leoa", segue-se "Um Homem com Sorte", "Uma Aventura no Sítio Errado" e "O Outro Amor da Vida Dele".
Ela há cada coincidência.

III Gala Troféus TV 7 Dias

Moda Primavera/Outono/Inverno/Inverno

11 May 2012

Bernardo Sassetti (24-06-1970 / 10-05-2012)

Só falta um bocadinho de pão

António José Seguro, coitadinho, está à rasca.
Foi empurrado para governar o PS mas grande parte dos governados querem o antigo Governador.
E pior ainda, os verdadeiros donos do PS, os anciões Soares e Santos aturam-no com uma ligeira benevolência em atenção à sua tenrinha idade.
E ele lá ia passando entre os pingos da chuva até que de repente rebentou a tormenta.
O Venerável deu mais duas entrevistas e declarou que o PS devia unir-se ao Bloco de Esquerda e rasgar todos os contratos assinados (nada que o Venerável não tenha já feito).
Que fazer, meu Deus?

Pois pedir uma entrevista à Maior Jornalista Viva e declarar que vai para a rua (não é o que os socráticos pensam, desiludam-se)encabeçar uma manifestação a favor do SNS porque uma velhinha em Moimenta da Beira pediu ao médico para passar a receita para daí a quinze dias.
Está também contra as taxas moderadoras que são pagas por um quinto da população que recorre ao SNS.
Vai ser super giro vê-lo com aquele ar muito civilizado lado a lado com Jerónimo & Louçã a gritar palavras de ordem.
Pode faltar tudo na Tugulândia mas circo é garantido.
Todos os dias.

Sem palavras

9 May 2012

Rot in hell, siga pra bingo.

Nove grunhos ingleses (falta ainda um) com origem nos confins do Império e de nomes tão interessantes como Abdul Rauf, Hamid Safi, Mohammed Sajid and Abdul Aziz, Abdul Qayyum, Adil Khan, Mohammed Amin and Kabeer Hassan foram agora condenados a penas de 19 a 6 anos de cadeia por uma quantidade imensa de crimes sexuais dos mais bárbaros que se possa imaginar.
Tiveram sorte e azar.

Azar porque na Tugulândia com aqueles brilhantes advogados que aparecem nas televisões e que comem ao pequeno almoço páginas do Código Penal e com a experiência do caso Casa Pia podiam ser condenados mas o mais certo era nunca irem parar à prisão.
Na dúvida consultar o advogado daquele político muito célebre de que não se pode dizer o nome e que ainda é presidente de uma câmara ou aquele apresentador de televisão de que também não se pode dizer o nome e que carrega a sua cruz.

Sorte porque o partido da Aurora Dourada que caminha a passos largos mais concretamente a passo de ganso para o poder na Grécia um dia também pode vir a mandar na Inglaterra e então não iam cumprir nenhum dia de cadeia.
O motivo não carece de explicação e valha a verdade dizê-lo também não era caso para grandes lamentos.

Ler (contêm descrições chocantes) aqui

7 May 2012

5 May 2012

A nossa italiana

Qualquer um pode ser um director de cinema as condições necessárias para o ser são poucas mas nem todos se podem orgulhar de logo no primeiro filme conseguirem fazer uma xaropada da mais alta categoria.

Durante a Segunda Guerra Mundial os americanos tinham muito pouca fé em negros pilotando aviões e pensaram que se os colocassem todos juntos numa única esquadrilha a qual por sua vez era chamada a missões rotineiras limitavam os danos que os mesmos iriam fatalmente provocar.
É a história dos Tuskegee Airmen. que o Red Tails se propõe contar.
Para se ficar com uma ideia da felicidade com que Antonhy Hemingway cuja relevância eram documentários para televisão pega nesta história nada melhor do que perder algum tempo lendo o forum   que o IMDB dedica ao filme.

Como curiosidade maior é também a estreia em cinema de Daniela Ruah que faz o papel de uma italiana (e que bem que ela o fala nas cinco linhas do texto) que se apaixona por um dos negros da esquadrilha após ele ter passado voando baixinho por cima do seu telhado.
No dia seguinte bate-lhe à porta e dois dias depois já estão nos preparos que se vê no fotograma ainda que ela balbucie apenas cinco ou seis palavras em inglês.
Coitadita, é o único que morre.
Depois de abater vinte Stuka, um destroyer e escavar sozinho um campo de aviação alemão chegar aos states com este troféu debaixo do braço já era um bocadinho de exagero.

Não sei se estreia cá no burgo, se acontecer vá por sua conta e risco entretanto está aqui  

1 May 2012

Espaço Pub

Foi horrível.
Milhares de trabalhadores furiosos precipitaram-se sobre as prateleiras desta cadeia de super mercados e comprando tudo mas mesmo tudo com 50% de desconto arrasaram por completo os stocks levando o patrão ao desespero.
É bem feito, vai ficar-lhe de emenda e de caminho ficou a saber que a solidariedade não é palavra vã.