11 May 2012

Só falta um bocadinho de pão

António José Seguro, coitadinho, está à rasca.
Foi empurrado para governar o PS mas grande parte dos governados querem o antigo Governador.
E pior ainda, os verdadeiros donos do PS, os anciões Soares e Santos aturam-no com uma ligeira benevolência em atenção à sua tenrinha idade.
E ele lá ia passando entre os pingos da chuva até que de repente rebentou a tormenta.
O Venerável deu mais duas entrevistas e declarou que o PS devia unir-se ao Bloco de Esquerda e rasgar todos os contratos assinados (nada que o Venerável não tenha já feito).
Que fazer, meu Deus?

Pois pedir uma entrevista à Maior Jornalista Viva e declarar que vai para a rua (não é o que os socráticos pensam, desiludam-se)encabeçar uma manifestação a favor do SNS porque uma velhinha em Moimenta da Beira pediu ao médico para passar a receita para daí a quinze dias.
Está também contra as taxas moderadoras que são pagas por um quinto da população que recorre ao SNS.
Vai ser super giro vê-lo com aquele ar muito civilizado lado a lado com Jerónimo & Louçã a gritar palavras de ordem.
Pode faltar tudo na Tugulândia mas circo é garantido.
Todos os dias.

2 comments:

Anonymous said...

"Agora adeus, não dou para estes peditórios."

Bem, já que o senhor não quer continuar a conversa...ao menos não fica sem a devia resposta.

Peço perdão pelo erro numérico, mas sim continuam a ser 8 zeros...600 milhões de pessoas. Não lhe doi? Pois eu sei...nem todos temos a mesma sensibilidade, alias, nem todos temos sensibilidade...

Os dados são da UNDP...se quiser ir buscar os dados pode ir ao livro de Anthony Giddens, um sociólogo (esteja descansado que não é esquerdalha...mas também tapa os olhos à merda que se passa no mundo como o senhor parece fazer).

A questão do dinheiro...pronto lá tenta você tapar os olhos...o que é que interessa onde está a porcaria do dinheiro? Se tiver em acções...é deles...se tiver numa conta poupança a render milhares ao ano...é deles...Se tiver na quantidade de jactos e casa milionarias...é deles...

Fugiu à questão central...como resolvemos este problema onde os 20% mais ricos detêm 80% da riqueza mundial. Não resolvemos é? Não tem resposta certo? Eu também não tenho...mas uma coisa sei dizer...por algum temos de começar, e que tal pelo actual sistema que você parece proteger=

Fado Alexandrino said...

Trata-se de um comentário a uma questão colocada noutro blog.
Publica-se porque o autor foi educado ao apresentar as suas razões, um caso cada vez mais raro.