21 Nov 2013

Tenham juízo

Já não bastava o senil Mário Soares todos os dias a bolsar asneiras, agora um jornal desportivo compara Ronaldo a Che Guevara.
É um duplo insulto.
Ao assassínio impiedoso e desvairado, porque (felizmente) nunca alcançou nenhum dos objectivos de uma vida dedicada a matar.
A Ronaldo porque embora os "jornalistas" desportivos se fartem de gritar por batalhas, mata-mata, comer a relva e outras palermices do futebolês, perder ou ganhar um jogo não é nenhum caso de vida ou de morte.
E este sabe que passar de bestial a besta é coisa de um átomo.

3 comments:

Táxi Pluvioso said...

Um herói para o povo visto que o dinheiro abandonou o país (teoricamente, pois parece que anda toda a gente com notas de 500 euros, que até o SIS vai à procura de arrebanhar umas), um herói é necessário e o povo soberano, agradece.

Anonymous said...

Quando não se sabe a história, convém ir lê-la.

Von

F.A. said...

Obrigado.
O essencial do post era a palermice da comparação.
De Ronaldo não me interessa a opinião, do outro gostava de conhecer a opinião dos milhares de viúvos, viúvas e órfãos, que a passagem dele pela Terra ocasionou.