24 Nov 2014

BES Parte 1

 
 
 
Um milhão trezentos e dez mil euros.
É este o valor que quatro organizações de índole religiosa tinham aplicado em produtos financeiros no BES.
Repare-se não eram depósitos à ordem, nem sequer depósitos a prazo eram especulações com jogadas de bolsa e outros produtos.
Não se esqueçam de quando virem estas alminhas na rua a pedirem um donativo de o darem ou então vão mesmo á fonte e deem em mão própria.
E quando pagarem o IMI consolem-se, estão a pagar por eles.
 
 


2 comments:

Zephyrus said...

Portugal tem dois Estados Sociais que replicam funções. Ou seja, pagamos a dobrar com os nossos impostos. É o oficial e é o das IPSSs, Fundações, colégios privados... Parte deste dinheiro vai para instituições ligadas à Igreja.

F.A. said...

Nem mais.
Por isso não dou um cêntimo que seja em nenhum peditório e aconselho todos a fazerem o mesmo.
É a única maneira de entalar o Estado.