31 May 2006

Jovens, crianças ou delinquentes?




Fátima Bonifácio, ontem num programa da RTP1 sobre violência nas escolas disse abertamente o que muitos pensam.
Estes jovens, crianças na opinião do psicólogo que lá estava, são apenas e simplesmente delinquentes.
Se fosse preciso mais alguma achega para lhe dar razão, as patéticas entrevistas que os “jovens” deram durante o programa foram exemplares.
Um justificou não tirar o boné, o “cap” como lhe chamou durante a aula por causa do gel que não tinha ficado bem na carapinha.
Aposto dobrado contra singelo como breve vai frequentar uma cadeia portuguesa.

Ora Georges Fenech num livrinho muito interessante chamadoTolerância Zero aborda exactamente o problema da violência urbana e recorda-nos a Lei das janelas Quebradas posta em prática por Rudolph Giuliani e que se baseia no princípio de que “se um vidro partido não for substituído, todos os outros vidros terão em breve a mesma sorte.

Durante o mesmo programa foi ainda abordado o caso de uma professora ameaçada pelos pais de uma “criança” que temiam perder o subsídio de integração se a mesma chumbasse.

Em França segundo conta o autor “a experiência da suspensão dos abonos de família em caso de desescolarização de um menor de 16 anos é das mais instrutivas. Não é raro que os pais tenham reencontrado toda a sua autoridade sobre a descendência depois da aplicação daquela medida”
Pags. 96/97.

Embora a França seja dificilmente um exemplo, recomendo este livro como uma pista para soluções que vão tardando aqui no quintal.

Chupam tudo






Confesso, peço desculpa, não sou perfeito. Tenho vícios como a maioria das figuras públicas e a minoria dos vulgares. O meu é muito simples. Gosto de filmes pornográficos, quanto piores melhor.
Recordo-me com grande saudade dos encantadores momentos vividos no escuro do Olímpia com a grande Marilyn Chambers, no Capitólio com a fabulosa Debi Diamond e mais recentemente aqui mesmo, no tálamo conjugal com as lindas Paige Turner e a Renee Pornero.

O filme pornográfico por não necessitar de legendas permite que o espectador se concentre na plasticidade das imagens e algumas são tão belas que por vezes abria a boca de espanto.
Elas também, naturalmente.

O que eu não sabia era que a nossa querida televisão pública, paga pelos dinheiros de todos nós, e que mal chegam para os ordenados super milionários das vedetas Fátima, Judite, Elisa & Outras, já passava excertos pornográficos na hora do almoço.

Estava eu muito descansadinho a comer uns coiratos com um copo de três quando me embasbaco com um reportagem feita numa aldeola do Alentejo, onde numa rua muito limpinha com as casinhas caiadas de branco e com a competente risquinha azul a debruar as paredes um bando de velhotas trajadas a rigor e com os competentes chapéus de palha nas moinas, dormitava ao sol abrasador.

Pensei.
Queres ver que o Ramiro Valadão ressuscitou?

Mas não. Num rompante um bando de abutres chefiados pelo Firme e Hirto invadiu aquilo tudo e desatou a distribuir beijinhos e carinhos.
-Que, minhas queridas tem que se inserir.

E as velhas coitadas que só queriam que aparecesse um dentista para lhes limpar a boca ou um médico para lhes medir a tensão, que sim meu Venerando, nós vamos começar a inserir, mas não seria melhor falarem aí com os maneis primeiro?

Meus caros, se isto não é pornografia da melhor, eu vou ali e já venho.

Nota: Publicado originalmente aqui onde a companhia o engrandece.

30 May 2006

Tristeza



Um grupo de pessoas lançou o Movimento para a Contracepção e Aborto Livres e Gratuitos. Objectivo imediato a abolição da legislação sobre o aborto e contracepção. O movimento fala em “atitude hipócrita” por parte da sociedade pois o número de abortos praticados no país equivale mais ou menos ao número de nascimentos; de três em três minutos uma mulher aborta o que transforma o código penal na lei mais infringida de todo o sempre.

Foi ontem?
Não!

Na realidade aconteceu em 1975 conforme vem relatado no livro:
Os dias loucos do Prec de Adelino Gomes e José Pedro Castanheira

Triste país que 31 anos depois continua a discutir e a não resolver os seus problemas.

Este é o país onde “a bola” abre os telejornais.
Onde a Romero precisa de quatro seguranças para fugir aos fotógrafos.
Onde a Pimpinha Jardim é notícia.

Vergonha!

29 May 2006

Milhões ...ao rio















A garagem mais cara do Mundo

Joga sempre pelos outros !



Grandes filósofos.

Agostinho Oliveira reconheceu que os sub-21 portugueses falharam um dos objectivos traçados para o jogo com a Alemanha – a passagem às meias-finais.
28-05-2006 22:54



«A sorte não esteve do nosso lado» (Ricardo Quaresma)
Tal como João Moutinho, Ricardo Quaresma também atribuiu ao factor «sorte» a eliminação de Portugal do Europeu de sub-21. O jogador do FC Porto fica a torcer para os «AA» façam boa figura na Alemanha.
28-05-2006 22:24




«Faltou-nos sorte» (João Moutinho)
João Moutinho marcou um golaço em Guimarães, mas a Selecção portuguesa de sub-21 precisava de três para seguir em frente no Europeu da categoria. Um sonho que ficou pelo caminho.

26 May 2006

25 May 2006

O organogramo



Muito obrigado Senhor Madaíl.
Os quadradinhos que V. Exa desenhou lá na federação onde já está penso eu de que há mais de cem anos funcionaram.
As nossas onze estrelas mais as estrelitas do banco jogaram bem.
Portugal é que jogou mal.

Palpita-me que vou ter ocasião de lhe dar mais parabens!

Veja, urgentemente

Há filmes e há filmes.
E há este!

Oops!


Outra história de cóbois
Tastless
Abra por sua conta e risco!

24 May 2006

O presidente da junta


Eu é que sou o chefe dos sub-21
Então ai tem a primeira segunda derrota

No país do suponhamos



"...e, se o Sporting tem feito um golo, Co Adriaanse tinha o campeonato e a época perdidos. Assim como, se Ricardo tem defendido um só dos penalties do desempate da Taça, ou se Baía não tem feito aquela fabulosa defesa no primeiro penalty do Sporting, não teria havido Taça de Portugal..."


Quem escreve isto é um dos maiores vultos do rectângulo e quando ele abre a boca calam-se de espanto e temor as outras vozes.

Se o dia lhe está a correr menos bem e quer dar umas boas gargalhadas vá até aqui

23 May 2006

Sonho de uma tarde de primavera



Doente, com uma tremenda conjuntivite, sonho com uma mulher que tratasse de tudo cá em casa.

19 May 2006

Perdidos !!!


Os melhores jornalistas desportivos, é bom, acrescentar que os jornais desportivos são excelente para pôs as sardinhas depois de assadas, pois são os que melhor absorvem a gordura, mas dizia eu alguns destes escritores vêm dizendo que Scolari fez pela nossa selecção milagres maiores do que os dos pastorinhos.

E é verdade.
Xulari conseguiu ser campeão, verdade se diga que foi pelo Brasil e já Mário Wilson, um dos maiores conhecedores de whisky do mundo, dizia que quando a gente pega num copo, perdão numa equipa que tem os melhores cinquenta de Portugal, pode vir a ser campeão.
E foi o que aconteceu ao Lunari, lá nos brasis.

E depois emigrou e foi aceite porque o fiscal de entrada um filósofo adepto do tudo ou nada, sim esse mesmo, o Dr. Manda Praqui depois de instruído disse sim e aos costumes disse sim duas vezes.

E foi assim que nos consagramos os primeiros dos últimos.
E foi assim que os chineses venderam milhares de bandeiras quase iguais ás nossas.
E foi assim que Ricardo se acomparou a Dante na sua viagem ao inferno.
E foi assim que no dia da final infeliz, o nome de fruta andava a distribuir beijinhos á linda sueca bem junto da bancada.

Enfim já lá vai e ninguém se lembra.

E então começou a saga parte dois.
Equipas incríveis com nomes incríveis de sítios incríveis. Quase de outro planeta.
E aquele com nome de fruta despediu-se.
Mas depois não o deixavam jogar em lado nenhum.
E então mandou um bilhetinho ao Tulari “convoca-me já.”
E ele convocou.

E assim lá chegamos.
Agora com um país irmão, um país primo e um país de filhos incógnitos prevê-se o pior.

Ainda se o cigano fosse, para gamar!

Os mercenários (reposição)


18 May 2006

Say again


Roger, we are leaving Alberto’s island

Os burrocratas



O Dr. Branco considera que os médicos depois de terem os seus canudos na mão, vão praticar para os Hospitais.
Ou seja, se na maternidade o médico não fizer um determinado números de partos por ano, “perde a mão” e não consegue tirar o pimpolho cá para fora.
Então o Dr. Branco se não fizer pelo menos quatro relatórios por ano (bem pagos claro) nunca vai ser o Saramago dos estudos.


Confira em
http://dn.sapo.pt/2006/05/16/sociedade/nao_seguido_o_aconselhamos_fechar_tu.html/

16 May 2006

Não há luz


Como as noivas que vão de branco assim estamos todos nós para saber quando é que reabre o túnel do Rossio.
Era para abrir no próximo Julho.

Já não abre.
Quando abre, ninguém diz porque ninguém sabe.

Fixe esta cara.


I do love cricket - it's so very English.
Atribuido a Sarah Bernhardt, enquanto via um jogo de futebol

10 May 2006


Até que enfim que o senhor engenheiro toma uma medida que eu aplaudo de pé.
Ele vai fechar muitas maternidades, umas porque os papás não produzem portugueses suficientes para a despesa de ter aquilo aberto, outras porque não prestam e no caso de Guarda e Covilhã para não fazerem concorrência a Castelo Branco. Claro que o senhor engenheiro que não é homem para estar quieto já prevê que em 2057 só haja três grandes fábricas de nascimentos nacionais a saber Lisboa Porto e Badajoz.

Ora aqui é que está o grande segredo que ele, maroto, não quer dizer.
Como todos sabemos o Alentejo é vermelho, todo virado para a reforma agrária, para as cooperativas e para as câmaras que empregam centenas de pessoas que tenham o cartão. Ora numa primeira fase as futuras mamãs de Elvas vão dar á luz espanhóis em Badajoz. Depois muito devagarinho este projecto vai estender-se ao Baixo e Alto Alentejo e dentro de, sei lá, vinte anos deixam de nascer portugueses, melhor dizendo futuros comunistas portugueses em todo o Alentejo.
Digam lá se não está bem pensado.
Menos um problema para o senhor engenheiro.

Publicado originalmente em 18 de Março no Jornal de Notícias



9 May 2006

Niels-Henning Orsted Pedersen



This Is All I Ask

A ouvir urgentemente. Se não tem, não faz mal.

Compre uma garrafa de Quinta de Pancas das castas Vital e Arinto e apareça!

Consultório sentimental



Pergunta a Madalena de Tomar ao Correio da Manhã:
"Eu e a minha namorada temos uma vida sexual bastante activa, no entanto ela queixa-se de que eu não lhe faço sexo oral."


Madalena, miúda, vocês estão com um grande problema.

No sexo é muito importante a comunicação. Se vocês não verbalizam o que sentem, isto é se não falam uma como a outra, como é que vais saber que aqueles roncos não são de felicidade mas sim de um calmo ressonar.


Logo á noite faz-lhe uma surpresa. Quando se deitarem rapa de um livro e comecem a ler em conjunto. Começa por um obra do Júlio Dinis.
Beijinhos ás duas.

8 May 2006

O que me correu mal no Congresso?



Part of growing up is learning how to control your impulses
Hillary Clinton

7 May 2006

6 May 2006


""As viagens são um pouco cansativas, sobretudo para quem, como eu, tem problemas de coluna.""
Freitas de Amaral em declarações ao Expresso

Já desmentidas.
Já confirmadas.

Para evitar esse problema, aqui está um ajuda. Tem um pequeno contra, o senhor da direita pode cheirar mal dos pés. Paciência!

Está no Colombo. Procure








5 May 2006
















Chega em Setembro

As galinhas um dia, mastigarão?


Se encontrares um velho e autêntico amigo reaccionário, infeliz pelo que se passa, murmura-lhe de forma que só ele ouça e compreenda:
"Desculpa a minha alegria. Desculpa termos vencido"


José Gomes Ferreira
crónica "Decálogo do verdadeiro revolucionário"

escrita no (adivinhe?)
Diário de Notícias - DN - D. de Notícias - Diário de N.

cujo director era Saramago – O Farol

2 May 2006


† † †


Todos os dias, nas estradas. É demais!